Permacultura 'pétala a pétala'

Permacultura, um conceito desconhecido pela população, mesmo em locais onde existe algum Centro/Instituto próximo. Poucos já ouviram falar no termo e dos que ouviram, menos ainda entendem o que é. Por esse motivo vamos, a partir de hoje destrinchar o conceito, pétala por pétala.




De onde vem?

Desenvolvida na década de 70, na Tasmânia.


Por que a Tasmânia?

Uma ilha pertencente à Austrália, a Tasmânia tem sua economia baseada na produção agrícola, na industria madeireira, na pesca e – mais atualmente – no turismo de aventura. Ou seja, um território que desde sempre tirou seu sustento da natureza.


Mas e daí?

E daí que desse contexto surgiram dois ecologistas – Bill Mollison e David Holmgren – que defendiam a integração do homem à natureza. Não que a partir de então o homem não pudesse tirar seu sustento dela, mas que tivesse um estilo de vida equilibrado à mesma podendo “olhar para plantas e animais em todas as suas funções, em vez de tratar qualquer área como um produto único.”


No que eles basearam a criação desse termo?

Observando o modo de vida das comunidades aborígenes tradicionais da Austrália, eles perceberam que era possível envolver-se cotidianamente em atividades de autoprodução dos aspectos básicos de nossas vidas referentes a abrigo, alimento, transporte, saúde, bem-estar, educação, descarte de resíduos e captação de energias. A partir de então denominaram alguns pilares para sustentar o conceito:

  • Cuidado com a terra, para que todos os sistemas continuem e se multipliquem;

  • Cuidado com as pessoas, para que todas as pessoas tenham acesso aos recursos necessários à sua existência;

  • Repartição dos excedentes, pois [eco]sistemas saudáveis são aqueles que utilizam a saída de cada elemento para nutrir outros.

  • Limite de consumo. Este mais atual e autoexplicativo: usar somente o necessário e reutilizar o que puder, reduzindo custos e a necessidade de recursos.


Então essa tal “Permacultura” é contra a tecnologia?

O que a permacultura faz é unir os conhecimentos tradicionais aos atuais conhecimentos científicos, tornando possível a criação de tecnologias e técnicas simples, eficientes, de baixo custo e de baixo impacto ambiental. Essas “Tecnologias Sociais” são, em sua maioria, facilmente replicáveis em qualquer comunidade.


Eu posso reproduzir as técnicas em qualquer canto do mundo?

Cada lugar é um lugar. Antes de aplicar as técnicas, sejam elas de bioconstrução, de plantio ou de terapias alternativas para a saúde, é importante reservar um tempo para observar como a natureza e as pessoas se comportam naquele local para que qualquer mudança seja feita de forma transicional ao invés de impositiva.


Terapias alternativas também fazem parte?

Permacultura pode ser entendido como cultura de permanência, onde natureza e raça humana permanecerão em harmonia pela maior quantidade de tempo na Terra. Sendo assim, a permacultura abrange todas as áreas da vida, desde educação, saúde, bem-estar, alimentação e espiritualidade até economia, manejo da terra e construções sustentáveis.


Resumindo, a Permacultura é uma filosofia que visa tratar com respeito os recursos naturais que nos foram dados e a sociedade a qual pertencemos, através do desenho inteligente de ambientes humanos que se retroalimentam.


Para saber mais, acompanhe nossas próximas matérias falando sobre o que se trata cada pétala.


Fontes:

http://permaculturenews.org/what-is-permaculture/

http://www.heathcote.org/PCIntro/2WhatIsPermaculture.htm

http://permacultura.ufsc.br/o-que-e-permacultura/

http://ambientes.ambientebrasil.com.br/florestal/agrossilvicultura/permacultura.html

http://www.revistaagropecuaria.com.br/2011/08/12/voce-sabe-o-que-e-permacultura/

#permacultura #design #conceito #definição

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Unipermacultura © 2017.

Design Eric DeBrito